Sindicato Rural recebe homenagem no 20º aniversário da 9ª RPM em Uberlândia

Esforço da entidade para aumentar segurança na zona rural foi reconhecido pelo comando da Polícia Militar

O 20º aniversário de instalação da 9ª Região de Polícia Militar (RPM) em Uberlândia, comemorado em evento oficial nesta quarta-feira (20) no Center Convention, foi marcado por homenagens prestadas a pessoas e instituições que colaboraram com a segurança pública em 2017. Durante a solenidade, o Sindicato Rural de Uberlândia foi agraciado com o Galhardete da 9ª RPM, uma Insígnia com o Brasão da RPM, produzido em cristal murano, com as cores da PMMG, que representa a maior comenda instituída pelo Comando Regional.

A entrega da honraria ao presidente do Sindicato Rural, Thiago Fonseca, que representou a entidade na ocasião, foi feita pelo Coronel PM Comandante da 9ª RPM, Claudio Vitor Rodrigues Rocha. Para o comandante, prestar essa homenagem ao Sindicato Rural significa reconhecer o apoio dado à Polícia Militar para oferecer segurança à população. “Temos grande preocupação em aumentar a segurança no campo porque sabemos que é o campo que está segurando a economia brasileira. Queremos dar toda a segurança para esse empreendedor que gera riqueza e renda para a comunidade”, disse Claudio Vitor.

9ª RPM – A Região foi criada em 1997, com a responsabilidade pelo policiamento da região Norte Triangulina e, atualmente, é integrada pelos 17º, 32º, 53º e 54º Batalhões de Polícia Militar, 9º Batalhão de Policiamento Especializado (9º BPE) e 9ª Companhia Independente de Meio Ambiente e Trânsito (9ª Cia Ind MAT). Conta ainda com o apoio da 2ª Base Regional de Aviação da Polícia Militar do Estado de Minas Gerais (2ª BRAvE).

Produção recorde em MG

Fonte: assessoria de comunicação Faemg

Pela primeira vez, a safra de grãos em Minas Gerais atingiu 14,2 milhões de toneladas, superando as 11,7 milhões de toneladas da última safra, 21% a mais, segundo o IBGE.  O milho foi a cultura com melhor desempenho, representando mais da metade da safra recorde de grãos: 7,65 milhões de toneladas; na última safra foram 5,8 milhões de toneladas, diferença de 31%. Em seguida, veio a soja, com 5 milhões de toneladas contra 4,7 milhões da última safra; 6,32% a mais. Segundo o analista de agronegócios da FAEMG, Caio Coimbra, “o crescimento da soja se deve à grande liquidez do produto e à demanda crescente do mercado externo, principalmente da China”. Em terceiro lugar, apareceu o feijão, com 545 mil toneladas; na última safra foram 522 toneladas, 4,3% a mais. “O bom desempenho do feijão é resultado dos preços praticados no ano passado, o que incentivou os produtores a investir mais na cultura”, explica Caio. O trigo ocupou o quarto lugar, com 231,3 mil toneladas; na última safra foram 219,4 mil toneladas; produção 5,42% maior.

Comentário

Supervisor de pesquisa do IBGE, Humberto Augusto: “A constante melhoria técnica, o melhoramento genético e as boas condições climáticas no ano safra 2016/2017 foram os fatores que contribuíram para esse desempenho. A consequência direta do bom resultado dos grãos é o aumento da competitividade de vários setores da cadeia do agronegócio mineiro”.

 

Vacinação antirrábica começa dia 16 de agosto na zona rural

Por Hismênia Keller Ascom/PMU

A partir do dia 16 de agosto começa a 33ª Campanha de Vacinação Antirrábica de cães e gatos em Uberlândia. A ação inicial acontecerá na zona rural, com sete equipes de agentes do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) percorrendo propriedades, fazendas e chácaras do município até o dia 15 de setembro. A estimativa é que 12 mil animais sejam imunizados neste período. Os donos de cães e gatos que moram na área urbana poderão participar da campanha em outra etapa, prevista para iniciar no dia 23 de setembro.

 

O que é a raiva e como funciona a imunização

 

Devem receber a dose da vacina os cães e gatos com mais de três meses de vida. Já os animais que estiverem doentes ou no período de gestação e lactação não devem ser imunizados neste período. A raiva é uma doença de origem animal, perigosa para os humanos. Por isso a prevenção é tão importante, conforme explica a coordenadora do Programa de Controle da Raiva, Lílian Vieira de Andrade. “Estamos falando de uma doença que é 100% letal e que a única forma de prevenção é a vacinação dos animais. Então pedimos aos donos que nos deixem entrar nas propriedades para garantirmos o sucesso desse trabalho preventivo”, disse.

 

A coordenadora ressalta ainda que o animal que não puder receber a dose agora basta o proprietário procurar o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) para aplicação quando estiver saudável ou após o desmame dos filhotes.

 

Além disso, os moradores da zona rural que estiverem com dúvidas sobre a campanha ou em relação ao acesso dos agentes para garantir a vacina na propriedade também podem entrar em contato com o CCZ e verificar a previsão das visitas dos agentes de zoonoses na localidade. “É importante que os proprietários fiquem atentos às visitas. Nossos profissionais estarão devidamente uniformizados e identificados com crachá”, expôs Lílian.

 

Trabalho permanente

 

O trabalho do Programa de Controle da Raiva é contínuo e tem 100% de acompanhamento. Permanentemente, são realizadas ações de orientação, bloqueio e monitoramento do vírus na zona urbana, além de um posto de vacinação no CCZ – resultado que deixa Uberlândia há 30 anos sem registros da doença em cães e gatos.

 

Fique ligado!

 

Os cães e gatos infectados pelo vírus transmissor da raiva apresentam agressividade repentina, dificuldade em engolir alimentos e ingerir água, em alguns casos paralisia muscular, pois é causada por um vírus que compromete o Sistema Nervoso Central.

Por se tratar de uma doença que não tem cura, a morte do animal acontece, em média, de cinco até sete dias após as manifestações dos sintomas. A raiva é transmitida por lambeduras, mordeduras, arranhaduras e secreções dos animais contaminados.

 

Segundo a coordenadora, ao ser ferido por qualquer animal é importante que o cidadão busque ajuda médica. “Hoje a unidade de saúde de referência no município é a Unidade de Atendimento Integrado (UAI) do bairro Martins, onde uma equipe fará a avaliação e tomará as medidas necessárias de acordo com cada caso”, explicou Lílian.

 

 

O quê? 33ª Campanha de Vacinação Antirrábica

Quando? De 16 de agosto a 15 de setembro

Onde? Toda a zona rural de Uberlândia

Mais informações: (34)3213-1470 ou (34) 3213-8114

 

 

 

 

Sindicato Rural apresenta atrações da 54ª Exposição Agropecuária de Uberlândia

Camaru 2017 será de 30 de agosto a 10 de setembro com ampla programação cultural, técnica e entretenimento; tradicional cavalgada anunciará atrações da feira no dia 27 de agosto em trajeto pelas ruas da cidade

A programação da 54ª Exposição Agropecuária de Uberlândia foi confirmada pelo Sindicato Rural de Uberlândia. O Camaru 2017 acontecerá de 30 de agosto a 10 de setembro, com patrocínio da Codemig, no Parque de Exposições Camaru, com apresentações culturais de música regional, exposições especializadas de gado de corte e de leite, cavalo Mangalarga Marchador, Torneio Leiteiro, palestras, leilões, rodeio, Fazenda Escola e shows com os artistas mais cotados do cenário sertanejo brasileiro. A cavalgada que anuncia as atrações do evento acontecerá no domingo, dia 27 de agosto, a partir das 11 horas, com saída de cavaleiros da Avenida Rondon Pacheco, ao lado do estádio Airton Borges. O Camaru 2017 receberá ainda as programações culturais do Festival Instrumental Raízes do Campo e da Mostra de Dança Minas Catira, nos dias 02 e 03 de setembro, com entrada franca.

Em sua área de exposição, a feira agropecuária reúne dezenas de empresas de segmentos da indústria, comércio e serviços. Organizações do setor agropecuário, de tecnologia, automobilístico, construção civil e moda, entre outros, aproveitam a intensa circulação de consumidores no parque para fazerem lançamentos e demonstração de produtos. O Camaru terá parque de diversões e praça de alimentação rural. O evento é considerado um dos maiores acontecimentos da cidade e espera receber este ano mais de 400 mil visitantes em dez dias.

Conheça a programação da 54ª Exposição Agropecuária de Uberlândia:

Programação técnica

Dia de Campo Prova de Touros Nelore UFU: 18 de agosto, 8h30, Fazenda Capim Branco

Cavalgada Camaru: 27 de agosto, 11h00, Estádio Airton Borges

Torneio Leiteiro: 04 a 07 de setembro

Exposição ranqueada e julgamento da raça Nelore: 06 a 09 de setembro

Exposição e julgamento de gado de leite das raças Gir Leiteiro e Girolando: 04 a 09 de setembro

XVIII Exposição do Cavalo Mangalarga Marchador de Uberlândia: 31 de agosto a 02 de setembro

Exposição da raça Simental: 30 de agosto a 10 de setembro

Mega Encontro Internacional do Senepol: 30 de agosto a 10 de setembro

3ª Prova da Independência 3 Tambores: 07 de setembro

Prova de Team Penning: 9 e 10 de setembro

Rodeio Profissional: 04 a 07 de setembro

Fazenda Escola Camaru: 30 de agosto a 10 de setembro

Leilões de Elite:

25/08 – 19:30 horas – 2º Leilão Ferolla e Fazenda Porto dos Sonhos – transmissão www.ruralleiloes.com.br

02/09 – 12 horas – 6º Leilão Nelore UFU (só touros selecionados)

03/09 – 13 horas – 13º Leilão Cavalos do Brasil e Haras Capim Velho

06/09 – 20 horas – Leilão Nova Vida Senepol

07/09 – 13 horas – 17º Leilão ACNTM/Nelore VC (transmissão pelo Canal do Boi)

 

Shopping Girolando Camaru 2017

08/09 – 8 horas abertura das vendas – 17h30 às 19h30 Happy Hopur

09/09 – 8 horas abertura das vendas – 19h00 encerramento

 

Agenda Cultural

02/09 – 15 às 18 horas – Mesa Redonda “A música instrumental de viola no cenário atual” – Auditório do Sindicato Rural de Uberlândia

03/09 –  Tarde – Mostra de Dança Minas Catira

03/09 –  Noite – Festival Instrumental Raízes do Campo

 

Programação de Shows:

30/08 Wesley Safadão / Jefferson Moraes / Pedro e Benício

31/08 Rick e Giovani – entrada franca Aniversário de Uberlândia

01/09 Henrique & Juliano / Kleo Dibah & Rafael

02/09 Gusttavo Lima / Bárbara Labres

03/09 Festival Raízes do Campo / portões abertos

06/09 Jads & Jadson / Amado Batista / Lucas Reis & Thacio

08/09 Luan Santana/ Pedro Paulo e Alex / DJ Dennis

09/09 Simone & Simaria / Bruno & Marrone / George Henrique & Rodrigo

 

 

 

Plano Safra 2017/2018 terá R$ 190 bilhões para financiamento de operações agrícolas

Mesmo apresentando vantagens e redução em um ponto percentual na taxa de juros, plano poderia ter sido mais ousado segundo entidades que representam a categoria

O Governo Federal anunciou que destinará aproximadamente R$ 190 bilhões para financiamento das operações para produção da safra 2017/2018. O volume anunciado é inferior ao proposto pela Confederação Nacional da Agricultura (CNA) e apenas 2,45% maior que o volume do plano anterior. Só o custo médio da produção subiu 13,5% de 2016 para 2017. Em nota, a Federação da Agricultura e Pecuária de Minas Gerais (Faemg), considerou que, mesmo compreendendo as dificuldades do momento e observando algumas vantagens e retomadas, o plano poderia ter sido mais ousado, o que implicaria melhores resultados na produção e, consequentemente, maior escalada e retomada do aquecimento da economia.

Pelo Banco do Brasil serão disponibilizados R$ 103 bilhões, dos quais R$ 91,5 bi serão em crédito rural aos produtores e cooperativas; sendo R$ 72,1 bi para custeio e comercialização e R$ 19, 4 bi para investimentos. Já o volume de R$ 11,5 bilhões será destinado para as empresas da cadeia do agronegócio. O restante do bolo, cerca de R$ 87 bilhões, será colocado no mercado por outros bancos e cooperativas de crédito. Os recursos já podem ser acessados.

Durante evento de lançamento do Plano Safra no Sindicato Rural de Uberlândia, o superintendente regional do Banco do Brasil no Triângulo Mineiro, José Carlos Vasconcelos, apontou as novidades e as cifras da região. Minas Gerais terá R$ 11 bilhões do total disponibilizado pelo plano, dos quais R$ 4 bi serão para a região do Triângulo Mineiro. “Essa participação de quase 50 por cento nos recursos vindos para Minas demonstra o potencial de nossa cidade e região no cenário estadual”, disse Vasconcelos.

O superintendente destacou que a disponibilização de recursos próximo ao que esteve disponível em 2016 já pode ser considerada um vitória. “Outra boa notícia é que a redução da CELIC trouxe as taxas para um patamar menor em um ponto percentual na média, chegando até dois pontos para as operações de investimento em tecnologia”, disse.

Para Thiago Fonseca, presidente do Sindicato Rural, o momento é muito aguardado pelo produtor pois é quando o Banco solta a política agrícola da próxima safra. “Foi muito positivo, pois a partir deste momento os produtores podem ir às agências já conhecendo a regulamentação de como buscar os recursos e qual será a taxa que prevalecerá nessa safra”, afirmou. Diante da expectativa que o setor tinha de que os números fossem melhores, Fonseca acredita que poderia alavancar mais negócios na medida em que o banco soltasse mais recursos com uma taxa de juros um pouco menor. “As pessoas se encorajariam e investiriam mais. O produtor rural não guarda dinheiro, ele reinveste e aplica no seu próprio negócio. Com as taxas apresentadas hoje pode ser que o produtor aguarde mais um ano para trocar maquinário.”, concluiu.

Vasconcelos ressaltou ainda no evento a criação da linha Investagro que a partir de agora possibilita financiamento de máquinas da linha amarela como retroescavadeiras e pás carregadeiras, além de veículos utilitários de cabine dupla e veículos de carga que são demandados pelo setor e anteriormente não podiam ser financiados via rural.

 

Sindicato Rural apresenta atrações da 54ª Exposição Agropecuária de Uberlândia

Camaru 2017 será de 30 de agosto a 10 de setembro com ampla programação técnica e entretenimento; tradicional cavalgada anunciará atrações da feira no dia 27 de agosto em trajeto feito por milhares de cavaleiros pelas ruas da cidade

A programação da 54ª Exposição Agropecuária de Uberlândia foi confirmada esta semana pelo Sindicato Rural de Uberlândia. O Camaru 2017 acontecerá de 30 de agosto a 10 de setembro, com patrocínio da Codemig, no Parque de Exposições Camaru, com exposições especializadas de gado de corte e de leite, cavalo Mangalarga Marchador, Torneio Leiteiro, palestras, leilões, rodeio, Fazenda Escola e shows com os artistas mais tocados do cenário musical brasileiro. A cavalgada que anuncia as atrações do evento acontecerá no domingo dia 27 de agosto, a partir das 11 horas, com saída de cavaleiros da Avenida Rondon Pacheco, ao lado do estádio Airton Borges.

Em sua área de exposição, a feira agropecuária reúne dezenas de empresas de segmentos da indústria, comércio e serviços. Organizações do setor agropecuário, de tecnologia, automobilístico, construção civil e moda, entre outros, aproveitam a intensa circulação de consumidores no parque para fazerem lançamentos e demonstração de produtos. O Camaru terá ainda atrações culturais com música regional, parque de diversões e praça de alimentação. O evento é considerado um dos maiores acontecimentos da cidade e espera receber este ano mais de 400 mil visitantes em dez dias.

Conheça a programação da 54ª Exposição Agropecuária de Uberlândia:

Programação técnica

Cavalgada Camaru: 27 de agosto

Torneio Leiteiro: 04 a 07 de setembro

Exposição ranqueada e julgamento da raça Nelore: 07 a 09 de setembro

Exposição e julgamento de gado de leite das raças Gir Leiteiro e Girolando: 04 a 09 de setembro

XVIII Exposição do Cavalo Mangalarga Marchador de Uberlândia: 30 de agosto a 03 de setembro

Exposição da raça Simental: 30 de agosto a 10 de setembro

Exposição Nacional da raça Senepol: 30 de agosto a 10 de setembro

Programação Senepol

01/09 – Visitação Fazenda Canãa

02/09 – Dia de campo e leilão Fazenda Canãa

04/09 – Curso de reciclagem dos técnicos inspetores ABCB Senepol – Auditório / degustação carne Senepol

05/09 – Seminário Técnico Internacional – Senepol do Pasto ao Prato – Auditório / Happy hour e apresentação de animais Senepol Nova Vida

06/09 – Seminário Técnico Internacional – Senepol do Pasto ao Prato / Leilão Nova Vida – Tatersal de Elite

03, 07, 08 e 09/09 – Degustação carne Senepol

Olhar Senepol com ADEVIUDI – Associação dos Deficientes Visuais de Uberlândia e APAE

Encontro das Mulheres do Senepol

3ª Prova da Independência 3 Tambores: 07 de setembro

Rodeio Profissional: 04 a 07 de setembro

Fazenda Escola Camaru: 30 de agosto a 10 de setembro

Leilões de Elite:

02/09 – 12 horas – 6º Leilão Nelore UFU (só touros selecionados)

03/09 – 13 horas – 13º Leilão Cavalos do Brasil e Haras Capim Velho

06/09 – 20 horas – Leilão Nova Vida Senepol

07/09 – 13 horas – 17º Leilão ACNTM/Nelore VC (transmissão pelo Canal do Boi)

 

Programação de Shows:

30/08 Wesley Safadão / Jefferson Moraes

31/08 aniversário de Uberlândia

01/09 Henrique & Juliano / Kleo Dibah & Rafael

02/09 Gusttavo Lima / Bárbara Labres

03/09 projeto cultural/portões abertos

04/09 Rodeio Profissional

05/09 Rodeio Profissional

06/09 Rodeio Profissional / Jads & Jadson / Amado Batista / Lucas Reis & Thacio

07/09 Rodeio Profissional /projeto cultural/portões abertos

08/09 Luan Santana/ Pedro Paulo e Alex / DJ Dennis

09/09 Simone & Simaria / Bruno & Marrone / George Henrique & Rodrigo

Audiência pública busca avanços para análise de 6,8 mil pedidos de outorga acumulados na Supram

Uma audiência pública reuniu ontem (29), no auditório do Sindicato Rural de Uberlândia, cerca de duzentas pessoas entre produtores rurais, consultores e representantes de entidades ligadas ao meio ambiente. O encontro teve como objetivo buscar avanços nas análises de mais de 6,8 mil pedidos de outorgas de uso de água e 630 processos de licenciamento ambiental que se encontram acumulados na Superintendência Regional do Meio Ambiente (Supram) desde 2011. O evento proposto pela Câmara de Vereadores contou com a participação do superintendente da Supram, José Vitor de Resende Aguiar. Os participantes da reunião apresentaram propostas para que a regularização de empreendimentos rurais seja mais ágil na região.

José Vítor Aguiar apresentou dados que demonstram avanço relativo no andamento de processos no primeiro semestre deste ano. No entanto, é crítica a situação no órgão que tem sob jurisdição 67 municípios do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba. Aguiar alega falta de pessoal e de estrutura para atendimento das demandas. “Contamos com dois servidores para análise de outorgas que são feitas manualmente, já que nosso sistema de informática é deficitário. O número ideal para zerarmos essa fila de processos em um ano, seria de 35 profissionais”, disse. Uma medida que poderia amenizar o problema instalado na Supram seria a municipalização de parte dos serviços. “Somente a cidade de Uberlândia é responsável por 13 por cento dos processos de licenciamento que chegam ao nosso escritório. Se o Município entender que pode colaborar com o processo absorvendo esta demanda, a situação pode ser amenizada”, afirmou. O superintendente informou também que a emissão online de autorizações para uso de água na categoria consumo insignificante, de até um litro por segundo, também reduz as filas que se formam no órgão.

Ainda de acordo com Aguiar, uma alternativa para as outorgas, além da informatização que já está em andamento, seria a cooperação técnica entre municípios e a Secretaria de Estado de Meio Ambiente SEMAD, através da Supram, que poderiam ceder temporariamente servidores efetivos ou em cargos comissionados para analisar essas outorgas.

Com relação a autuações por irregularidades a produtores rurais que aguardam análises de seus pedidos de outorgas de uso de água, o presidente do Sindicato Rural de Uberlândia, Thiago Fonseca, defende que as normas sejam revistas. “Quando superado o prazo de 90 dias para análise dos pedidos, defendemos que os produtores tenham o direito de uso da água sem serem multados, como ocorre atualmente”, disse o presidente. “Se é por força de lei que as multas são aplicadas, então que nossos deputados mineiros proponham alteração na legislação”, disse. “O que não é justo, é os produtores rurais serem prejudicados por questões que fogem à sua responsabilidade”, concluiu Thiago Fonseca.

A partir da audiência pública, uma carta de reivindicações será elaborada e encaminhada ao poder público pedindo a elaboração de projeto de lei que preveja a questão apontada pelo presidente do Sindicato Rural. Além disso, o documento reunirá solicitações para informatização do sistema de análise de outorgas e recebimento de documentos, contratação de servidores e flexibilização dos termos de cooperação técnica entre a SEMAD e entidades de classe que possam ceder profissionais para trabalhar na Supram.

Audiência Pública discutirá regularização ambiental de empreendimentos rurais

Os problemas enfrentados por produtores rurais para regularização ambiental e obtenção de outorgas para uso de recursos hídricos serão debatidos a próxima quinta-feira, dia 29, às 16 horas, na audiência pública “Regularização Ambiental de Empreendimentos Rurais: Licenciamento e Outorga”. A iniciativa da Câmara Municipal de Uberlândia acontecerá no auditório do Sindicato Rural de Uberlândia e contará com participação do superintendente da SUPRAM Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, José Vitor de Resende Aguiar.

De acordo com o presidente do Sindicato Rural de Uberlândia, Thiago Fonseca, o objetivo da entidade ao sediar esta audiência pública é promover um ambiente onde associados possam debater o tema diretamente com o dirigente da SUPRAM. “A partir deste encontro um documento será elaborado para ser encaminhado ao Governo de Minas no intuito de melhorar a estrutura da Supram em Uberlândia”, disse.

O órgão instalado em Uberlândia possui jurisdição sobre 67 municípios. O objetivo da reunião é encontrar soluções para agilizar os mais de 6 mil processos de outorga de água e 630 de licenciamento ambiental de empreendimentos de médio e grande porte, e de maior potencial poluidor, que encontram-se acumulados na SUPRAM desde 2011.

Serviço:

Evento: Audiência Pública – “Regularização Ambiental de Empreendimentos Rurais: Licenciamento e Outorga”

Data: Quinta-feira, dia 29 de junho, 16 horas

Local: Sede do Sindicato Rural de Uberlândia – Parque de Exposições Camaru – Av Juracy Junqueira Rezende 100 – Bairro Pampulha

 

 

Interleite Brasil chega na 17ª edição com o tema “Leite em Transformação”

O Simpósio que mais inova em conceito, quando se fala de leite, ocorrerá novamente em Uberlândia/MG, nos dias 2 e 3 de agosto em Uberlândia/MG.
O formato inovador, que surpreendeu o público no ano passado, se repetirá em 2017 e terá um foco único e exclusivo, concentrado no tema “Leite em Transformação”.

O destaque fica por conta dos casos de sucesso cujos produtores são os protagonistas, seguidos por um técnico especialista. É o único evento no país com esta abordagem, mostrando, na prática, o que há de melhor no setor produtivo brasileiro.

A programação contará com sete painéis temáticos de produtores com três palestrantes em cada um deles. Os temas serão os seguintes:

  • Por que investir no leite?;
  • Começando do zero: desafios, aprendizados e expectativas;
  • Produção de leite, mercado e rentabilidade: vamos aos números;
  • Inovação e futuro;
  • Tecnologia aplicada;
  • Conforto, reprodução e sanidade;
  • Produtores em destaque: gestão para resultados consistentes.

 Assim como nos anos anteriores, o Interleite Brasil 2017 agregará alguns eventos paralelos como o Fórum MilkPoint Mercado 2017 (01 de agosto), o Jantar Top 100 MilkPoint (01 de agosto) e o Prêmio Vidal Pedroso de Faria (Prêmio MilkPoint Impacto renomeado – 02 de agosto, durante o Interleite).

Fórum MilkPoint Mercado

MilkPoint Mercado vem se consolidando como o mais completo serviço de inteligência para o mercado lácteo brasileiro, com um número crescente de assinantes que usam as informações nas decisões diárias dos negócios.

Dentro do escopo de conteúdo, realizará, pelo 6º ano consecutivo, o Fórum MilkPoint Mercado, trazendo para o setor uma grande oportunidade de discussões, em alto nível, com grandes especialistas de mercado, em um evento voltado às principais lideranças do setor lácteo brasileiro. O Fórum antecede o Interleite e acontece no dia 01 de agosto em Uberlândia/MG.

Confira a programação completa dos eventos por meio dos respectivos links:

Interleite Brasil: www.interleite.com.br

Fórum MilkPoint Mercado: http://www.interleite.com.br/forum

Para quaisquer informações ou dúvidas sobre o evento envie um e-mail para eventos@agripoint.com.br ou ligue para (19) 3432-2199

Femec promove ação em prol da AACD

A Femec este ano promoveu uma ação solidária com a realização de uma prova de Três Tambores organizada pela Associação dos Cavaleiros do Camaru (ACC) com renda revertida para a AACD. O cheque no valor de R$ 4.300,00 arrecadados com as inscrições da prova foi entregue aos representantes da entidade na presença de diretores do Sindicato Rural e ACC. O gestor da AACD, Marco Aurélio Arantes, contou que a principal fonte de renda da instituição é o SUS, porém o valor não é suficiente para cobrir as despesas dos 270 atendimentos diários que oferecem para pacientes de 48 cidades. “O restante vem de ações como o Tambor Solidário. Essa iniciativa, independente do valor, é muito bem vinda, pois é o somatório que faz dar mais sobrevida a AACD”, disse.

Edgard Floriz, presidente da ACC, revelou que esta ação é só o começo de um projeto que continuará nos próximos anos. “Sempre quisemos fazer um evento beneficente, toda instituição tem sua parte de ajudar e vamos continuar”, afirmou.

Durante a entrega, Gustavo Galassi afirmou que o papel do Sindicato Rural, entidade da qual é vice-presidente, é apoiar e incentivar entidades parceiras coma a ACC dando suporte e estrutura para que os eventos aconteçam. “Tudo que o Sindicato puder fazer para ser solidário, durante nossa gestão, vamos fazer”, disse.